HOME
INSTITUCIONAL
SEGMENTOS
SOLICITE UMA PROPOSTA
ATENDIMENTO
INFORMATIVOS NCC
ACOMPANHAMENTO ONLINE
ícone Bureau Veritas ícone NCC no Facebook ícone NCC no Linkedin ícone NCC no Twitter ícone NCC no Google Plus NCC Certificações NCC Certificações
Serviços
Newsletter NCC (saiba mais)

R. Conceição, 233 - Sala 2511
Campinas/SP - CEP 13010-916
CNPJ: 16.587.151/0001-28
Tel. +55 19 2517-9600

17/01/2018
NCC NEWS - Limite de comercialização de lâmpadas LED para Micro e pequenas empresas

Hoje (17 de Janeiro de 2018), é a data limite para o comércio deixar de vender Lâmpadas LED sem o selo do INMETRO. A norma já vale desde Julho para atacadistas e grandes varejistas, e agora entra em vigor também para comerciantes cadastrados como Micro e pequenas empresas. Certificado compulsoriamente conforme requisitos estabelecidos por meio da Portaria Inmetro 144/2015, o produto é mais eficiente e econômico, com vida útil até 70 vezes maior do que a das lâmpadas incandescentes.

A falta da certificação compromete a segurança do consumidor e a qualidade do que ele vai usar na iluminação, declara Paulo Mündel, diretor de marketing da FLC, empresa líder em vendas de lâmpadas econômicas no Brasil.

Além de segurança, a certificação leva em conta a eficiência energética das lâmpadas LED, no âmbito do Programa Brasileiro de Etiquetagem (PBE), e a sua durabilidade. Para definir a comprovação da declaração de vida útil, foram realizados ensaios com alguns dos componentes das lâmpadas LED a fim de atestar a veracidade da informação de durabilidade informada pelo fabricante.

Em relação à eficiência, o requisito de eficiência mínima varia de 45 a 100 lm/W, a depender do tipo e da faixa de potência da lâmpada. No que diz respeito ao tempo de vida, exige-se como vida mínima de 15 mil a 25 mil horas, a depender do tipo de lâmpada.

A etiqueta com o selo do INMETRO também traz dados sobre a durabilidade da lâmpada LED e sua potência, comparando-a às incandescentes (proibidas em 2016) e fluorescentes compactas. A LED gasta menos energia porque tem melhor eficiência luminosa e requer menor potência. Uma incandescente de 60 W corresponde a uma fluorescente compacta de 15 W, que equivale a uma LED de 9 W.

A caixa da LED também traz sua tonalidade expressa em Kelvin (K). Luz branca azulada (6500 K), também chamada de fria, é ideal para cozinhas e banheiros, enquanto a branca neutra (4000 K) deve ser destinada a áreas de trabalho. Já as tonalidades amarelas ou quentes são ideais para locais em que se busca o aconchego, como quartos e restaurantes (2700 K).

A fim de esclarecer dúvidas de consumidores, fabricantes, importadores e comerciantes, o Inmetro elaborou, ainda, um guia que reúne as principais dicas e informações para o consumidor a respeito do uso das lâmpadas LED, opção com maior durabilidade, qualidade de iluminação, consumo de energia até 85% menor do que as já existentes no mercado. Com conteúdo didático e de fácil entendimento, a publicação está disponível no endereço: https://goo.gl/ZrLw6Z

Fontes: Abilumi | Inmetro | Acritica

NCC, a Bureau Veritas Group Company | Solicite uma Proposta | Trabalhe Conosco | Intranet | Webmail | Desenvolvido por Criamix MKT|DZN